quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Soletrar A d e u s


De tudo me atormenta um abraço que ficou por ser dado, a ideia de que, caso tivesse acontecido, dele jamais iríamos nos disvencilhar. Dentre todas as mil maneiras que imaginei nos despedir-mos aconteceu a mais a mais cruel, a mais incrustante... somente olhares.
Desse abraço não dado sobraram fragmentos que me fazem escorrer o sangue, o gosto de um adeus não pronunciado, somente soletrado em fluidos e gemidos, o toque do tempo que nos afastava... Ainda posso escutar a ciranda que nos embalava, entoada por trilhos e vagões que nos aproximavam, me fecho em mim e escuto o grito das batidas eletrônicas, que nem de longe abafavam o som do que você fez pulsar dentro de mim.
Eu tenho em minha língua o seu gosto, em meu corpo suas marcas, em minhas lembranças seus sussurros, você me deu suas verdades, suas inquietações, sua libido, sua lascívia... mas não me disse adeus em um abraço, e eu continuo catando o que sobrou de tudo e, sussurrando, vago soletrando adeus, a-deus, ad-eus, ...eus

7 comentários:

Aila Esteves disse...

Di...gostei muito...
escreve muito bem!como imagino ter sido a primeira a ler,devo dizer com toda certeza...continue!!!


beijo enorme...

Darlene disse...

dramático esse menino...

ah... e apaixonado tmb...

carol felidae disse...

aquela coisa...
de brincadeira em brincadeira, foi criando-se maior. lembro da epoca em que a gente se escrevia fax com poemas, sei lá, textos...
acho q seu texto tá amadurecendo cada vez mais.
amei.
p.s.: só vc pra me fazer ler um blogg...
rol

Anônimo disse...

Diego tão profundo que um mergulho vc não volta a superficie nunca mais...

vozesimplicitas disse...

Olhar crítico????
Impossível. Um texto maravilhoso, e já disse que escreves muito bem. É nítido as semelhanças entre ambas as partes. Desde cheiros, conversas, risadas, mas também os olhares. Ou segundo você... "somente olhares". Eles nos dizem muito mais, e com ele posso dizer as minhas verdades, e sei que vc vai ouvir, e vai entender, assim como o fez.
Adeus? Não, não.......

jean san disse...

Perfeito de mais!
parabéns.
Me identifiquei demais com o " soletrar Adeus".
Escreve como quem vive!

ALINA disse...

ADOREI, MAGNÍFICO!!!!

VC É PERFEITO!